Usar desinfetante para as mãos, é saudável?

Os desinfetantes ficaram populares depois que em 2002 a coordenadoria de controle de doenças (CCD) recomendou seu uso em hospitais como forma de suplementar o ato de lavar as mãos. O problema é que um produto que “mata 99% dos germes” acaba eliminando as bactérias boas e as ruins, e a longo prazo pode causar grande impacto na saúde de quem usa. Por isso fique atento as informações a seguir.

1 – Bactérias resistentes aos medicamentos

Quando bactérias são expostas a algo que mata vez ou outra, elas aprendem a se adaptar e evoluir suas defesas. Ao longo do tempo elas desenvolvem resistência seja ao que for, desinfetante para as mãos ou antibióticos, os tornando ineficazes em lutar contra tais seres nocivos. Quando as ‘superbactérias’ – chamadas assim as bactérias que evoluíram – resistem, e as boas são eliminadas, elas florescem mais rápido por não haver concorrência.

2 – Prejudica a pele

A maioria das marcas apresentam álcool etílico, ou álool puro, como ingrediente principal, podendo conter cerca de 65% do mesmo, e junto com outros tipos de álcool, como o isopropílico, formando até 95% do produto inteiro. O álcool resseca a pele e aumenta sua capacidade de absorção, o que significa que as outras substâncias químicas nocivas no desinfetante ou em você podem achar uma porta de entrada para seu corpo.

3 – Pode aumentar a quantidade de Bisfenol A (BPA) em seu corpo

Como mencionado acima, desinfetante para as mãos aumentam a capacidade de absorção da pele e pode, assim, aumentar as taxas de absorção de BPA, que é um produto químico que imita os hormônios humanos, levando a interrupções em nossos sistemas naturais do corpo. Estudos têm relacionado BPA para inúmeros problemas de saúde como câncer, distúrbios hormonais, infertilidade, diabetes, doença cardíaca, e muito mais.

4 – Podeode conter outras substâncias químicas nocivas

Muitas empresas falham ao listar a quantidade de ingredientes ou detalhes presentes no rótulo. Diferente do álcool e do triclosan existem várias produtos químicos nocivos e perigosos comumente adicionados ao desinfetante. Tipos perfumados são os piores, porque eles são muito mais propensos a conter ftalatos e parabenos, que são usados ​​para conservar o produto. Eles têm sido associados a perturbação hormonal. Os ftalatos causam uma larga série de problemas adversos à saúde, incluindo danos ao fígado, aos rins e ao pulmão bem como anormalidades no sistema reprodutivo e o desenvolvimento sexual.


Escolha por qual forma você deseja comentar: